O que é isto?

Quer saber quando este blog é actualizado?

merda no sapato: Novembro 2005

sexta-feira, novembro 04, 2005

Eu e os patos

Ando preocupado com a gripe das aves, principalmente porque tenho convivido de forma sistematica com patos, gansos e pavões. Nunca fui
um apaixonado por animais, confesso, mas os meus pais adoram-nos, adoptaram-nos à coisa de um ano e são com filhos para eles. Os filhos que eu nunca
consegui ser: falam pouco, não mijam no tampo da sanita, não desarrumam o quarto, comem pouco, são vegetarianos,nunca deixam a porta do frigorifico aberto, até porque normalmente, mais tarde ou mais cedo, acabam por ficar dentro dele e depois nos nossos respectivos estômagos.
Ás vezes ponho-me a pensar: E se eu fosse um pato? Seria uma pessoa melhor? Se eu fosse um pato, não era certamente uma pessoa eu sei, mas seria um pato
bom? Ou melhor ainda, conseguiria eu ser um ganso, ou até mesmo, estando aqui a sonhar alto, conseguiria eu ser um cisne? A avaliar pela minha tromba, que podem
ver no canto direito do ecrâ, um cisne certamente não seria, quanto muito um patinho feio, ou um ganso bravo e selvagem. Sei que sou estúpido, não o precisam dizer
nos comentários... mas é isso que me faz desejar ser um pato, se eu fosse um pato não pensava, certamente nunca viria a ser infeliz: era só comer, beber, dormir e "comer". Haverá coisa melhor na vida do que ser um pato? Pensem bem nisso. Agora esqueçam tudo aquilo que eu disse até agora. Isto da gripe das aves é meio chato.
Teremos motivos para estarmos preocupados? Estou particularmente preocupado com Vila das Aves, uma pequena cidade ao pé de Santo Tirso. Conseguirão eles resistir à pandemia? Até quando? Que horas são?